Recent Posts

Robert Doisneau - Profissão Fotógrafo.

Você pode não saber quem ele é pelo nome, mas com certeza conhece uma de suas fotografias. Robert foi pioneiro no fotojornalismo e faria nesse ano 102 anos. O fotógrafo usava a sua câmera Leica pelas ruas de Paris na década de 1930 e chegou a ser designado Cavaleiro pela Ordem Nacional da Legião d’honneur em 1984. Suas fotos irônicas mostravam contrastes que misturavam classes sociais e as excentricidades das ruas e cafés de Paris. Uma das suas mais famosas fotos é o beijo nas agitadas ruas da metrópole.

“As maravilhas da vida diária são tão excitantes; nenhum diretor de filmes pode montar o que você encontra na rua.” Robert Doisneau

Um dos fotógrafos mais conhecidos na França, tinha como um de seus focos as crianças brincando na rua sem a interferência dos pais sendo assim, retratadas com respeito e seriedade.

Sua carreira começou como assistente de estúdio do fotógrafo modernista André Vigneau e em 1932 vendeu sua primeira matéria de fotojornalismo. Trabalhou por cinco anos como fotógrafo industrial para a Renault, mas foi demitido por causa de seus atrasos constantes passando a fazer freelances com cartões postais e em propaganda. Em 1939 foi contratado como fotógrafo por uma agência para rodar a França em busca de matérias fotográficas.

Durante a Segunda Guerra Mundial e serviu como fotógrafo e soldado e usou suas habilidades para criar passaportes e outros documentos falsos para a Resistência Francesa durante a ocupação alemã. Após a guerra ele se negou a fotografar as mulheres que tinham suas cabeças raspadas como pena por dormirem com soldados alemães.

“Eu não fotografo a vida como ela é, mas a vida como eu gostaria que fosse.” Robert Doisneau

Em 1994, Robert Doisneau morreu de pancreatite aguda.

Você sabe a história da fotografia “O Beijo do Ho tel de Ville”?

Esta foto foi o ícone do romantismo parisiense dos anos 50 e é considerada a mais vendida da história.

No ano de 1950 o fotógrafo Robert Doisneau (1912-1994) encontrava-se tomando café na Rue de Rivoli, bem em frente ao Hotel de Ville, quando captou a imagem (assim dizia) de um casal apaixonado se beijando intensamente, enquanto caminhavam na multidão. A fotografia completa o trabalho que ele realizava sobre o romantismo francês, ilustrando a reportagem encomendada pela revista Americana LIFE.


A Cena foi batizada como “O Beijo do Hotel de Ville”.

Na realidade a fotografia não foi por acaso. O fotógrafo levou o casal da foto, Françoise Bornet e Jacques Carteaud, para três lugares de Paris: a Place de la Concorde, a Rue de Rivoli e o Hotel de Ville. Foi pedido que os jovens se entrelaçassem com volúpia originando a cena da foto.


Como pagamento o casal recebeu uma cópia da fotografia com o autógrafo do artista.

Em 2005 a jovem da foto, Françoise Bornet então com 75 anos, levou a leilão a foto que guardara por 50 anos. A fotografia foi arrematada por um milionário suíço pela impressionante marca de 155 mil Euros.


Fonte: Blog onlinebrowsing, hypescience e Blog Idade Certa

Gostou? Quer saber mais sobre fotografia, ou se manter atualizado com o meu trabalho?

(clique aqui)

 
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Instagram App Icon
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now